sexta-feira, 6 de abril de 2012

Uma prova de amor: Uma linda inspiração.

Por Rafael B. Santos.

Olá caros leitores, venho aqui falar com vocês sobre um filme que assisti, e que me emocionou muito. Pois é, além de novelas, também adoro assistir a um bom filme. Assisto de tudo, ação, comedia, romance, terror e drama. Mais um filme que assisti recentemente, e conseguiu me arrancar lágrimas, é sem duvida um dos melhores que já assisti. O filme é uma prova de amor.
O filme tinha tudo, para ser aquele dramalhão, afinal conta a historia da luta de uma jovem contra um câncer, mais não foi. O drama claro prevaleceu no filme. mais a historia é contada de uma forma leve. O filme conta a historia, de um casal que desesperados ao saberem da doença da filha mais velha decidem ter um bebe que possa salvar a vida dela. E assim nasce Anna, a menina projetada em laboratório, para que sua medula óssea prorrogasse os anos de vida, de sua irmã mais velha Kate que sofre de leucemia. A pequena Anna passou por diversas operações e consultas médicas, tudo no intuito de salvar Kate, sem nunca reclamar, mais chega em um momento que ela decide questionar os pais, e toma uma decisão. processa os pais, e pede na justiça sua emancipação médica, para que ela decida sobre seu corpo. Os pais estranham a atitude da menina. E para quem assiste, fica a dúvida, sera mesmo que a menina, quer deixar de ajudar a irmã e deixá-la morrer? A decisão de Anna gera uma grande confusão dentro da família. Além desse conflito, o filme foca no dia a dia, dessa família, e como eles lidão com a doença da menina Kate. E por incrível que pareça o filme tenta mostrar um pouco dos dramas de todos os membros da família e não só da jovem doente. O filme também é bastante envolvente, e não segue uma sequencia cronológica. Para mim, é uma linda historia, emocionante. Eu recomendo.

Abaixo o Trailer do filme, e a cena que mais gostei do filme, aquela que me levou as lágrimas e me deu inspiração, para escrever uma novela. É isso mesmo, eu sempre fui fã das novelas de Manoel Carlos, sempre admirei a competência dele, para abordar assuntos tão críticos que estão presentes na vida de todos nós, a capacidade dele de mergulhar nos mais profundos sentimentos, e acima de tudo de emocionar com seu texto e suas belíssimas cenas. Quem não se lembra da cena de Carolina Dieckman em laços de família, em que sua personagem Camila, que tem leucemia raspa a cabeça. E as cenas de Por amor, Mulheres apaixonadas, páginas da vida e Viver a vida. Enfim maneco tem um jeito diferente e especial de escrever suas novelas, e esse filme me lembrou muito suas historias. Foi ai que me surgiu a ideia de escrever uma novela baseada no estilo de maneco, e resolvi me arriscar a a escrever uma trama onde eu pudesse emocionar, como ele consegue. Acredito que não consegui, mais pelo menos tentei. A minha historia se chama Arte de amar, escrevi 197 capítulos, E conta a historia de amor de uma médica e seu paciente com Câncer.  Aqui o link do site do escritor, que publicou minha sinopse: http://www.sitedoescritor.com.br/sitedoescritor_novela_00007_arte_amar.html


Na verdade não é uma sinopse, é um texto onde conto de forma bem resumida a historia da novela, e falo sobre os personagens. Quando a escrevi, confesso que ainda não estava preparado para escrever uma, e meu conhecimento sobre a área ainda estava um tanto restrito. Escrevi baseada no que estava sentindo, e na espontaneidade. Logo apos os videos, está a ultima sequencia de cenas do ultimo capitulo de minha novela Arte de amar. A primeira cena que imaginei pra novela, e a cena que me motivou a escrever toda a novela. Ou seja criei uma novela, pensando na cena final. Que loucura. espero que gostem. Fico por aqui abraço.
                          

          


 ARTE DE AMAR

DE RAFAEL BARBOSA DOS SANTOS

CAPITULO 197 (ULTIMO)




CENA 74. PEDRA DA GÁVEA. EXTERNA/DIA

Helena e Adriano diante de um lindo por so sol. Adriano sentado envolto em um cobertor, Helena sentada ao seu lado. Vento leve bate em seus rostos. Imagem lírica. Ambos observam a cidade. Planos do Rio de janeiro. Helena abraça Adriano, que bem debilitado sorri, respira fundo, fecha os olhos.

ADRIANO – Que maravilha, era assim que eu queria terminar, nesse lugar, diante dessa maravilha de cidade, da natureza, daquilo que Deus nos deu.

Uma lágrima escorre no rosto de Adriano. Emoção também toma conta de Helena.

ADRIANO – Agora eu posso morrer, e pode ter certeza que eu vou morrer feliz.

HELENA – Não fala assim (choro aumenta).

Adriano pega na mão de Helena e aperta firme. Com dificuldade a apóia em seu braço.

ADRIANO – promete pra mim que você vai ser feliz, em, que você vai ficar bem, que você vai se cuidar, que vai continuar vivendo, seguir em frente, promete.

Helena levanta a cabeça e olha nos olhos dele. Tenta conter as lágrimas.

HELENA – Eu não sei se eu vou conseguir, vai ser muito difícil, mais eu te prometo que eu vou continuar levando a minha vida, sem nunca te esquecer, eu sempre vou me lembrar do Adriano, que veio pra me mudar, pra me ensinar tantas coisas, como a dar mais valor a vida, sorri nos momentos, e sempre, sempre viver com alegria, você me mostrou o que é amar de verdade, e me fez entender o que esse sentimento significa, eu não sei se eu posso dizer em palavras, só sei que eu posso sentir, e posso dizer que amor como esse que agente viveu, eu jamais vou viver de novo. Você é um presente de Deus na minha vida. E você também ta me dando um presente, o fruto do nosso amor.

Helena passa a mão na barriga. Adriano fica sem entender nada.

ADRIANO – O que você quer dizer?

HELENA – Eu só ia te dizer, depois do casamento, eu to grávida, agente vai ter um filho.

ADRIANO – (chora e sorri ao mesmo tempo emocionado), Meu Deus, é muito mais do que eu podia querer, eu vou ser pai, eu vou deixar um filho.

Helena o abraça. Tempo neles se abraçando, muita emoção. Helena o larga e o fita novamente.

HELENA – Eu prometo que vou ser a melhor mão do mundo pra essa criança.

ADRIANO – promete que vai falar de mim pra ele, não da doença, mais da minha alegria, dos momentos que agente viveu de bom.

HELENA – Ele vai saber que tem um pai maravilhoso.

ADRIANO – Diz pra ele, que aonde quer que eu estiver, eu vou amá-lo muito, e que vai trazer ele aqui um dia, neste mesmo lugar, pra que ele possa sentir que eu to por perto.

HELENA – Eu prometo.

Adriano beija a mão de Helena e a segura forte.

ADRIANO – Agora, eu posso ir tranqüilo, em paz, pra maior viagem de todas.

HELENA – Adriano, Adriano...

Helena o chama, Adriano fecha os olhos, e sorri. Helena o segura em seus braços chora muito e o chama. Tentando acordá-lo. Adriano morre.

HELENA – Adriano, Adriano

Helena chora compulsivamente em slow. CAM vai se afastando, e vamos vendo Helena ali segurando o corpo de Adriano.
Corta para:


ATENÇÃO: A partir de agora teremos uma seqüência de cenas, onde ouviremos Helena dizer um texto sobre a falta que Adriano faz em sua vida. A fala de Helena estará em off, e ocorre durante as cenas seguintes.

CENA 75. CEMITERIO. EXTERNA/DIA.

Todos presentes, no enterro de Adriano. Regina amparada por Marcos chora. Aline, Luiza e Felipe abraçados também coram. Eduardo e Luciana em um canto, no outro Gisele também bastante emocionada. Alice também consola Alexandre. Helena diante do caixão que é enterrado joga uma flor.
ATENÇÃO: Aqui entra a fala de Helena.

HELENA (EM OFF) – Desde que vi o Adriano pela primeira vez, eu senti algo diferente, uma coisa La dentro de mim me dizia que aquele encontro não seria por acaso. Antes de conhecer o Adriano, eu era uma pessoa, e depois que ele entrou na minha vida, eu me tornei outra...

Corta para:

CENA 76. HOSPITAL. SALA DE CIRUGIA. INTERNA/DIA.

Helena faz força (fora de áudio)durante seu parto. Close em seu rosto, cansado. Vera é quem faz o parto, segura o bebe, um belo menino, e entrega para a Helena, que se encanta, ela da um beijinho no filho, esta bastante emocionada.
Atenção: Continua a fala de Helena.

HELENA (EM OFF) - ... Ele me ensinou, a amar, ele me fez ver alegria nas pequenas coisas, me tornou uma pessoa, uma mulher, uma mãe e uma profissional melhor...

Corta para:

CENA 77. SUPERMERCADO. INTERNA/DIA.

Helena passa sua compra em um caixa. Um homem charmoso esta logo atrás, sem querer quando ele vai passar sua compra, sua mão encosta na de Helena, que se vira. Os dois se olham e trocam um sorriso.

HELENA (EM OFF) - ... Ele me ensinou a olhar as estrelas, a sentir a brisa, a levar a vida de um jeito diferente, acima de tudo me ensinou que viver é o mais importante. Ele dizia que eu o fiz feliz nos últimos dias de vida dele, mais foi ele que me fez feliz...

CENA 78. HOSPITAL. ONCOLOGIA. INTERNA/DIA.

Helena cuida de uma paciente, ela conversa com a jovem, que sorri. Helena também sorri.

HELENA (EM OFF) - ... Ele me ensinou que o amor é a melhor resposta, e a melhor saída pra tudo, o amor é a maior arte de todas, e todos nós que amamos, somos um tanto artistas...

CENA 79. MANSÃO MOTTA. JARDIM. EXTERNA/DIA.

Helena com o filho caçula no colo, caminha segurando a mão de Gabriel já mais grandinho. Clima de harmonia.

HELENA (EM OFF) - ... Todos nós sentimos muita fala de Adriano, nos lembramos dele, todos os dias, da alegria dele, do sorriso dele mesmo nos momentos mais difíceis, do Adriano que foi feliz até o ultimo minuto de vida, aquele de coração puro que transbordava amor. O meu amor por ele, sempre vai existir, mais todos entendemos que era preciso seguir em frente, e que o próprio Adriano não ficaria feliz se fosse diferente. Hoje eu levo a minha vida sem nunca esquecer dele...

CENA 80. PEDRA DA GÁVEA. EXTERNA/DIA.

Helena chega na pedra da gávea com o filho caçula no colo. Ela é carinhosa com ele, mostra a paisagem.

HELENA (EM OFF) - ... E sempre tendo a certeza que um dia eu vou vê-lo de novo. Obrigada Adriano, por me dar essa linda historia de amor...

Neste momento, vemos o espírito de Adriano se aproximar de Helena e da criança, ele sorrindo, todo de branco, os embala Helena não vê, apenas sente e fecha os olhos, sorrindo.

HELENA (EM OFF) -... E que todos tenham a chance de viver a arte de amar como nós tivemos.

Agora Helena olhando o filho diz:

HELENA – Seu pai ta aqui, filho, ele ta aqui com agente.

ADRIANO – E vou ta sempre com vocês, porque eu os amo muito.

CAM atrás deles, vai se afastando. Vamos vendo helena com o filho e o espírito de Adriano sumirem diante de um lindo por do sol. Legenda com a palavra fim enche a tela. Fim

FIM




Um comentário:

  1. Que triste nenhum comentário kkk

    Assim eu traumatizo.

    brincadeirinha kkkkk.

    ResponderExcluir